Faça um teste rápido, quase toda roda de vestibulandos sempre tem pelo menos um candidato ao curso de graduação de Medicina. Qual seria o motivo? Será que é o status, remuneração, legado ou sonho de criança?

“É um curso que existe uma história por trás, conceito de que um médico é reconhecido pela sociedade e também por cuidar do próximo. Tem uma boa remuneração, além de atuar no reconhecimento, amor ao próximo e respeito”, conta Prof. Dr. Raphael Einsfeld Simões Ferreira, coordenador do curso de Medicina da São Camilo.

O vestibular é o primeiro dos muitos desafios que o futuro médico irá enfrentar. “É um curso difícil de entrar e também muito difícil de se manter. Muitos anos sem poder trabalhar, tem que viver às custas da família e que apresenta grandes desafios”, pondera o professor.

O curso dura seis anos e forma o clínico-geral. Para se especializar em uma área, o recém-formado deve passar por uma residência médica, que tem duração de, pelo menos, dois anos. “A maioria dos alunos entram com uma especialidade em mente, mas a maioria vai se descobrindo ao longo do curso e muda. A variação se dá pelo próprio perfil do aluno e dos professores ao longo do curso”, explica Raphael.

Como escolher uma boa faculdade de medicina? A recomendação é que o candidato procure uma instituição que tenha tradição em saúde, além de fazer uma pesquisa entre os alunos, procurando saber se os egressos estão no mercado profissional e nas residências, e também se a faculdade é organizada e possui laboratórios equipados e modernos.

Quer saber mais sobre o curso de Medicina? Clique aqui para ver a grade curricular do curso oferecido pelo Centro Universitário São Camilo!