O médico deve dominar como é a operação “normal” do organismo humano, suas funções e a diferenciação do que é fisiológico/saudável do que não é. Por isso o estudo da Anatomia é importantíssimo, além de ser um momento muito esperado pelos estudantes.

A anatomia utiliza, principalmente, a técnica conhecida como dissecação. Ela se baseia na execução de cortes que permitem uma melhor visualização das estruturas do organismo. Lembrando que a palavra Anatomia é derivada do grego anatome (ana = em partes e tome = cortar).

Com o avanço da tecnologia surgiram novas opções de estudo da anatomia. Os alunos do curso de Medicina da São Camilo encontram três formas diferentes e complementares:

1- Peças naturais e corpos humanos (cadáveres)
A peça natural contextualiza fielmente a anatomia normal. Ela apresentando todas as estruturas, detalhes e variações anatômicas próprias de cada indivíduo

2- Peças sintéticas (artificiais)
As peças artificiais são mais robustas e utilizadas para evidenciar detalhes macroscópicos com maior facilidade, seja pela coloração ou pela possibilidade de explorar várias estruturas que são raras de conseguir em larga escala, ou de menor complexidade, quando comparadas às peças naturais.

3- Softwares de estudo com corpo virtual em 3 dimensões (3D)
Os recursos virtuais, intermediados por tecnologia computacional, permitem correlacionar estruturas, tecidos e órgãos de forma mais lúdica com as demais formas. Eles facilitam a visualização espacial das estruturas anatômicas, com a possibilidade de ampliação, dissecação, anotações e marcações que agregam a compreensão e visualização de estruturas alvo em peças e corpos reais.

Nesse sentido, vale destacar que não são todas as instituições de ensino oferecem essas três opções.

Quer saber mais sobre o curso de Medicina e sua infraestrutura? Clique aqui!